segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Diretor de serviço estatal russo comenta colaboração militar com Índia


          O projeto da Rússia e da Índia de desenvolvimento de um caça de 5ª geração está congelado, mas ainda há possibilidades de voltar a dialogar sobre ele, comunicou nesta segunda-feira (20) em entrevista à Sputnik Dmitry Shugaev, diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Rússia.

          "Por enquanto [o projeto] está congelado. Mas esperamos que ainda possamos voltar ao diálogo quanto ao caça de quinta geração. A propósito, o nosso avião de quinta geração S-57 realizará voos de demonstração no fórum EXÉRCITO 2018, e tenho certeza que a [aeronave] causará grande interesse e prenderá a atenção de muitos parceiros estrangeiros", assinalou.
O projeto de caça de quinta geração FGFA faz parte da atual política indiana de Make in India. Anteriormente, o vice-diretor do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Rússia, Vladimir Drozhzhov, afirmou à Sputnik que a Rússia e a Índia já tinham acordado o projeto de contrato de desenvolvimento conjunto do caça, projeto que a Rússia está pronta a assinar. 

          Além disso, Dmitry Shugaev assinalou que a Rússia pode iniciar o fornecimento do sistema de mísseis S-400 à Índia em 2020, caso o contrato seja assinado em 2018.

          "Quanto à Índia, caso fechemos contrato até o final do ano, acho que em 2020 os fornecimentos poderão ser uma realidade", assinalou.
O contrato sobre o fornecimento do sistema antiaéreo S-400 Triumph e fragatas do projeto 11356 foi fechado depois das conversações do presidente russo Vladimir Putin com o primeiro-ministro da Índia Narendra Modi em 2016.

          O S-400 Triumph é o novíssimo sistema de defesa antiaérea de longo alcance, destinado a eliminar alvos aéreos, mísseis balísticos e de cruzeiro, inclusive de médio alcance. Além disso, a arma pode ser utilizada contra alvos terrestres. O alcance do S-400 atinge 400 km, sendo capaz de eliminar alvos a uma altitude de até 30 km.

Fonte: Sputniknews

Nenhum comentário:

Postar um comentário