Espelho ajuda líder do Thunderbird durante os Airshows

 

     A equipe de demonstração da Força Aérea dos EUA conta com um espelho de sinal que fornece um ponto de referência fixo para a formação durante a exibição.

    O vídeo abaixo é particularmente interessante. Foi filmado em 2016 e mostra os pilotos do Thunderbird 9# usando seus espelhos para sinalizar para o Thunderbird 1# e marcar o centro da apresentação para a equipe. A filmagem foi feita em Huntington Beach, CA, em 20 de outubro de 2016, durante a sessão de treinos para as apresentações de fim de semana.

 

    Obviamente, o líder não consegue ver o espelho pois é muito pequeno, cujo tamanho é o de um cartão de visita. O que o líder vê é o raio de sol concentrado e refletido pelo espelho, 20 vezes mais brilhante do que um sinalizador luminoso de controle de tráfego aéreo.

    Este espelho é de sinalização de emergência 2 ″ x3 ″ de vidro MIL-M-18371E Mark 3 Tipo 1 da USAF com uma mira retro refletiva. O MIL-M-18371E é um equipamento de sobrevivência padrão para pilotos da USAF, também usado para comunicação solo ar. Em um dia claro, com o sol no alto, este espelho pode refletir um feixe que é visível a olho nu a mais de 20 milhas.


    Mesmo que aos olhos do espectador, a exibição de uma equipe de demonstração no alto de um aeroporto não mude muito, daquela que ocorre em outro campo de aviação ou na costa de um resort de praia ou um lago, a forma como a equipe voa pode mudar significativamente dependendo do “Ambiente” no qual a exibição acrobática é executada. As diferentes características topográficas do local onde ocorre o espetáculo aéreo e da paisagem envolvente podem, de fato, exigir a adoção de soluções específicas para manter distâncias padrão e para a avaliação correta da separação do terreno em condições peculiares de luminosidade.

O major Chris Scheibler, Thunderbird 9#, segura o espelho de sinal que usou para marcar o show center do lider dos Thunderbirds durante a performance aérea no show aéreo "Thunder over the Empire" na Base Aérea de Riverside County, CA em 17 de abril de 2016. (Crédito da imagem: Signal Mirror).

    A familiarização com a paisagem e a avaliação da área de exibição são os objetivos do voo de preparação que precede cada exibição de show aéreo. No caso de voos de adaptação, o terreno geralmente oferece uma infinidade de referências fixas que auxiliam na percepção da velocidade, do espaço aéreo percorrido e da altitude, como linhas de cultivo, campos, estradas, ferrovias e cursos d'água. Sobre a água, no entanto, é necessário utilizar boias ou pequenos barcos que, além de delimitar a área de exibição em relação a uma linha de multidão que frequentemente é extremamente estendida, permite a determinação precisa da linha de exibição. Esta linha constitui a referência para os pilotos para a execução segura de todas as manobras. Onde quer que ocorra a exibição, o centro do show aéreo é uma das mais importantes referências para a equipe.

A propósito, a equipe de demonstração Blue Angels usa o mesmo espelho.

Tradução e adaptação Rock & Aircraft.

Matéria originalmente publicada em 


Nenhum comentário:

Postar um comentário